segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO


A viagem que eu fiz à Europa em março e uma quantidade de lançamentos relevantes abaixo do ideal fizeram que 2014 tivesse apenas oito comparativos. E pensar que em 2012 fiz um por mês.

Comecei o ano com os sedãs executivos de porte grande, em fevereiro, vencido pelo Nissan Altima. Depois, só fui comparar quando eu voltei ao Brasil, já em maio. Foi um desafio do novo Honda Fit contra os hatches compactos premium. E o Honda venceu. No mês seguinte, fiz um de compactos completos, mais acessíveis, e deu Nissan March. Em agosto, um duelo entre a versão básica do novo Toyota, a GLi e o Kia Cerato. O japonês fabricado em Indaiatuba venceu.

0

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014



TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | LOGO: AUTOESPORTE


Seguindo a tradição de 47 anos, a revista Autoesporte (que completou 50 anos em novembro deste ano) anunciou na terça-feira, dia 9 de dezembro, os vencedores da sua premiação. Pelo segundo ano seguido, o evento foi realizado no centro cultural Villa Vérico, em São Paulo. 

A premiação contou com a participação de jornalistas, engenheiros e publicitários de todo o país como jurados e teve modificações. Como, por exemplo, a escolha de apenas uma personalidade para o Hall da Fama: o designer Anísio Campos. Até o ano passado eram duas e até 2012, uma viva e uma falecida. Duas das principais categorias tiveram apenas dois finalistas: Utilitário Esportivo (Peugeot 3008 e Troller T4) e Picape (Volkswagen Saveiro e Chevrolet S10). 

Como no ano passado, o balanço de premiações foi equilibrado. Ford e Audi saíram com dois troféus na noite. Os vencedores foram Ford Ka, Audi S3, Peugeot 3008, Audi RSQ3, Volkswagen Saveiro, Ford 1.0 3 cilindros, Chevrolet 2.5 flex, Honda Fit, site da Citroën, comercial do Fiat Uno e o presidente da Hyundai Motors do Brasil, William Lee.

Nos próximos posts você acompanha cada vencedor, dos prêmios especiais (Executivo, Publicidade, Site e Carro Verde do Ano) ao Ford Ka, o Carro do Ano 2015.


Carro do Ano 2015 - Ford Ka
Carro Premium do Ano - Audi S3 Sedan
Utilitário Esportivo do Ano - Peugeot 3008
Utilitário Premium do Ano - Audi RSQ3
Picape do Ano - Volkswagen Saveiro Cabine Dupla
Motor do Ano (até 2.0) - Ford 1.0 12v
Motor do Ano (acima de 2.0) - Chevrolet 2.5 ECOTEC Flex
Hall da Fama - Anísio Campos
Outros prêmios 


Em meu nome e do colaborador Mário Coutinho Leão, quero agradecer a audiência de você, leitor, em 2014 e desejar um 2015 de muita paz, sucesso, felicidades e realizações. Continuaremos juntos no ano que vem. Quem sabe, com novidades.  


0


TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO
LOGO: AUTOESPORTE | MONTAGEM: GUSTAVO DO CARMO 


Os leitores do Guscar devem estar cansados de ler que o Ford Ka cresceu, ganhou quatro portas, uma carroceria sedã e ficou com estilo próximo ao dos seus principais concorrentes Chevrolet Onix e Volkswagen Gol (de quem pretendia tirar a liderança, mas quem tirou foi o Fiat Palio). E foi pela expectativa de bom mercado (além, claro do bom acabamento, espaço interno e equipamentos como controles eletrônicos de estabilidade e tração e o assistente de emergência que chama o SAMU) que o Ford Ka conquistou o seu segundo título de Carro do Ano pela revista Autoesporte. 
0

TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO 


O Audi A3 Sedan não conseguiu ser o Carro do Ano de 2015. Em compensação a sua versão esportiva S3 venceu a eleição de Carro Premium, para modelos acima de R$ 110 mil. Se tivesse vencido a categoria principal, se tornaria o primeiro modelo a ser escolhido como o melhor Carro e Premium no mesmo ano. 
0

TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTO: DIVULGAÇÃO 


Totalmente reestilizado este ano, o Troller T4 tinha tudo para ser o primeiro carro genuinamente brasileiro (ainda que a marca cearense hoje pertença à norte-americana Ford) a ganhar uma eleição de Carro do Ano da revista Autoesporte em qualquer categoria. Nem a Gurgel conseguiu o feito. 

Mas os jornalistas preferiram dar o título de Utilitário do Ano ao seu único adversário nesta eleição: o Peugeot 3008, que foi parcialmente renovado em 2014. Aliás, a categoria Utilitário Esportivo do Ano foi esvaziada nesta edição. Teve apenas dois concorrentes. Por que não os juntaram aos Premium? 

0

TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO 


O Utilitário Esportivo do Ano 2015 da revista Autoesporte é o Audi RSQ3. A marca alemã das quatro argolas manteve a hegemonia da premiação desde que ela se desdobrou em modelos abaixo e acima de R$ 120 mil (patamar atual) em 2008. Venceu quatro vezes, duas com o próprio Q3: em 2008 (Q7), 2010 (Q5), 2013 (Q3) e este ano. 

0

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO


A Chevrolet S10 conseguiu ter o melhor motor acima de 2.0 de 2015, mas a Picape do Ano é uma compacta: a Volkswagen Saveiro Cabine Dupla. Mesmo com poucas novidades no segmento, a Autoesporte apostou na premiação pelo terceiro ano consecutivo, com a ressalva de que apenas estes dois modelos disputaram o título. 
0

TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO 


Além do título principal de Carro do Ano, a Ford faturou também o Motor do Ano até 2.0. O 1.0 de três cilindros e doze válvulas, que equipa o Ka e o sedã Ka+, foi o escolhido pelos dez jurados convidados pela revista da Editora Globo (três jornalistas e sete engenheiros). 
0


TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO


Há três anos, a Nissan, fazendo referência ao desenho Meu Querido Pônei, chamou os cavalos dos motores das picapes concorrentes da Frontier de "Pôneis Malditos". E o então novo motor a diesel oferecia 190 cavalos de potência. Um ano depois, a Ford lançou a nova Ranger com 200 cavalos. 

Em outubro, a Chevrolet superou a concorrência e, com um motor Flex 2.5 de quatro cilindros e 16 válvulas, passou a oferecer 206 cavalos na sua S10, desde que abastecido com álcool. Com gasolina, não passa de 197 cavalos. A potência foi possível graças à injeção direta, recurso que já vem usado em motores a gasolina e álcool por outros modelos como o Ford Focus e o BMW 320i Active Flex, e o comando variável de válvulas (VVT).


Este novo motor, chamado oficialmente de Ecotec SIDI (Spark Ignition Direct Injection), que equipa as duas versões superiores da S10 - LT e LTZ - foi escolhido por três jornalistas especializados e sete engenheiros reunidos pela Autoesporte como o Motor do Ano, acima de 2.0 litros de cilindrada. 

0

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014


TEXTO: GUSTAVO DO CARMO 
FOTOS: DIVULGAÇÃO (OUTROS CRÉDITOS AO LONGO DO TEXTO)


Desde 2009 a Autoesporte homenageava para o seu Hall da Fama dois nomes marcantes do automobilismo brasileiro: um vivo e outro já falecido. No ano passado mudou para dois vivos. Este ano, reduziu os custos e indicou apenas o projetista Anísio Campos, vivinho da silva. 
0

TEXTO: GUSTAVO DO CARMO E AUTOESPORTE | FOTOS: DIVULGAÇÃO 

A eleição de Carro do Ano da revista Autoesporte surgiu em 1966, organizada pela extinta Mecânica Popular. No início apenas um carro era nomeado. O primeiro vencedor foi a Picape Willys, derivada da Rural. Hoje, a publicação da Editora Globo, que organiza a promoção desde 1969, realiza doze premiações.

Além do Hall da Fama (que este ano passou a escolher só um), das cinco categorias tradicionais (Carro do Ano, Carro Premium, Picape, Utilitário e Utilitário Premium) e dos motores até 2.0 e acima desta cilindrada, a Autoesporte também escolheu o carro verde (Honda Fit), o site de montadora (Citroën), o comercial de TV (Fiat Uno) e executivo do ano (William Lee, da Hyundai). 

0

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO


A renovação dos compactos da Opel não para. Depois do moderninho Adam e da quinta geração do Corsa, agora é a vez do Karl, que apesar do nome alemão que homenageia o filho mais velho do fundador da marca, Adam Opel, é um projeto mundial.

Tanto que ele próprio será fabricado na Coreia do Sul. Vai substituir o Agila e o Spark. Este último deverá manter o nome na Ásia com a marca Daewoo e com a Chevrolet em outros mercados. No Reino Unido, ele se chamará Vauxhall Viva (que batizava o projeto do nosso finado Chevrolet Agile). 
0

domingo, 7 de dezembro de 2014

TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO
DADOS DE TESTE: REVISTA CARRO


Mesmo desenhado pela sul-coreana Samsung, o sedã médio Fluence é um derivado da terceira geração do hatch Mégane europeu. Assim, ele pode ser considerado o único Renault autêntico moderno vendido no Brasil.

Porém, o Fluence é um incompreendido. Apesar do estilo atraente, acabamento de ótima qualidade, espaço interno (distância entre-eixos de 2,70m) e porta-malas (de 530 litros) amplos e de ter vencido dois comparativos aqui no Guscar, ele não vende bem. Foi apenas o sexto mais comercializado no seu segmento com 6.955 unidades emplacadas de janeiro a novembro. O terceiro da categoria mais vendido, o Chevrolet Cruze, teve pouco mais de 21 mil unidades no mesmo período. Aliás, é um mal que atinge os modeloa franceses. O Peugeot 408 e o Citroën C4 Lounge também nunca convenceram.

Para tentar uma guinada no mercado, a Renault, enfim, trouxe para o Brasil a nova frente padrão da marca francesa para o Fluence. É a mesma usada no jurássico Clio de segunda geração, só que agora no carro certo, condizente com a sua modernidade.

0

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO
DADOS DE TESTE: REVISTA CARRO


Quando a Ford europeia lançou, em 1996, o pequenino e estranho Ka, voltado para o uso urbano, ninguém poderia imaginar que ele ganharia, dezoito anos depois e num país subdesenvolvido da América do Sul chamado Brasil, uma versão de três volumes que pudesse brigar de igual pra igual com concorrentes maiores do que ele.

O Ka sedã ganhou um "mais" (+) no nome para a sua pronúncia não soar feio, mas o sinal de adição foi uma boa sacada para sugerir que o ex-subcompacto tem mais espaço no porta-malas, mesmo que não seja o maior do segmento.

Dois meses depois de lançado, chegou a vez de colocar o inédito Ka Sedan (ou Ka+) à prova contra os seus rivais, sempre na versão mais completa e com câmbio manual (o Ka não oferece transmissão PowerShift): Chevrolet Prisma LTZ 1.4 8v, Renault Logan Dynamique 1.6 8v e o líder de mercado e vencedor de outros dois comparativos do Guscar, o Fiat Grand Siena Essence 1.6 16v. O Ka+ estreia na versão SEL 1.5 16v. O Voyage ficou de fora porque a Volkswagen ainda não o equipou com o novo motor EA211 1.6. E o HB20S porque a Hyundai não divulga os preços e equipamentos corretos em seu site. 


2

domingo, 30 de novembro de 2014

TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO


O monovolume Idea e a perua Palio Weekend estão envelhencendo no mercado brasileiro porque a Fiat prometeu substituí-los por um novo conceito de automóvel e ainda não cumpriu. Em 2012, na Europa, o pequenino 500 começou a gerar uma família quando a matriz da marca italiana lançou a 500L, uma interessante e versátil perua que lá substituiu o Idea.

Aqui, a Fiat correu para anunciar que não seria a 500L que iria substituir os dois modelos. "Brasileiro gosta de utilitários esportivos. Por isso, estamos desenvolvendo um modelo exclusivo para o nosso mercado". Os especuladores influentes da imprensa automotiva garantiam o crossover 500X, que seria fabricado na nova unidade de produção em Goiana, Pernambuco.

O 500X já está pronto para chegar ao mercado de mais de 100 países a partir do ano que vem, inclusive nos Estados Unidos. Mas o Brasil foi excluído. Os"gênios" da nossa Fiat optaram pelo feioso Jeep Renegade, que tem a mesma plataforma do 500X, para ser fabricado em Pernambuco. A Jeep e outras marcas do grupo Chrysler agora fazem parte da Fiat.
0

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO


Com a Palio Weekend Adventure, a Fiat lançou, em 1999, a moda dos carros aventureiros de aparência. Mas foi a Volkswagen quem levou a mania para os hatches compactos com o Crossfox, em 2005.

Suspensão elevada, pneus de uso misto, bagageiro no teto e peito de "aço" embaixo dos para-choques cinza escuros e caixa das rodas e para-lamas com moldura escura são as principais características deste segmento.

O quebra-mato frontal e os para-choques inteiramente cinza já fazem parte do passado, mas o estepe continua firme e forte na tampa do porta-malas do Crossfox e do recém-lançado Chevrolet Spin Active, mais um a aderir ao modismo.

Neste post, vou falar só dos dois modelos Cross da Volkswagen, lançados recentemente: o Up! e o Fox com o face-lift do resto da linha que o deixou parecido com o Golf.

0

domingo, 23 de novembro de 2014

TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: INTERNET
FONTES DE CONSULTA: BESTCARS WEBSITE E CARRO ETC (O GLOBO)


Podemos dizer, de blague, que o nome da Chevrolet Veraneio é uma propaganda enganosa. A perua sugeria ser usada nas férias de verão, transportando a família para a casa de praia, mas ficou mais popular, pelo contrário, no trabalho duro de policiais, bombeiros, médicos, jornalistas e agentes da repressão do regime militar. Afinal, foi lançada no final de 1964, seis meses depois da revolução. Muita gente, dos anos 1960 aos 80, tinha medo quando "o camburão" passava.

1

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO


Changan (ex-Chana), Chery, Effa Motors, Lifan, JAC... na invasão de marcas chinesas estavam faltando duas para chegar. Uma já veio. E a mais importante delas. A Geely, atual dona da "suequíssima" Volvo, já vende o sedã médio EC7 no país desde abril. Agora em novembro abriu uma concessionária aqui na cidade do Rio de Janeiro: a Pole 111, no bairro de Campo Grande.

Como toda marca chinesa, a Geely - representada pelo empresário paulista José Luiz Gandini, o mesmo importador da sul-coreana Kia - tem muitos planos para o Brasil, inclusive construir uma fábrica por aqui, em Salto, interior de São Paulo, ou Imbituba, em Santa Catarina.

Entre os modelos oferecidos, além do EC7, do qual vou falar nas próximas linhas, e do compacto GC2, aquele com a famosa frente de urso panda e também já está à venda, estão previstos o utilitário esportivo EX7, o hatch do EC7 e a versão com cara de aventureira do GC2, o GX2. 

0

terça-feira, 11 de novembro de 2014

TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO


Um esportivo de verdade, com carroceria cupê de duas portas, mas derivada de um sedã familiar e com um motor que rende mais de 200 cavalos. Era o que faltava no mercado brasileiro. A Honda atendeu a esse pedido e trouxe do Canadá, após quase cinco anos de promessas, o Civic Si Coupé.

Esta sigla está voltando ao mercado brasileiro após quatro anos e enfim substitui o Civic Si da geração anterior (2007-2010), que tinha quatro portas e era fabricado em Sumaré (SP). Seu motor era 2.0 16v e rendia 192 cavalos.

Agora importada, a versão esportiva tem motor 2.4 16v de 206 cv e chega custando R$ 119.900, independente da pintura que pode ser branca, vermelha, preta e laranja. As duas últimas cores são perolizadas e as primeiras sólidas.  

0

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO
DADOS DE TESTE: REVISTA CARRO


Conforme prometido no último comparativo dos hatches compactos 1.0, agora é a vez do novo Ford Ka 1.5 desafiar os seus concorrentes com motores de maior cilindrada. O vencedor do comparativo anterior, o Volkswagen Up!, que só tem motor de um litro, não pôde participar e deu lugar ao Fiat Uno 1.4. Chevrolet Onix e Nissan March continuam no confronto, mas nas versões de topo LTZ 1.4 e SL 1.6 16v, respectivamente.

O Ka 1.5, totalmente reestilizado, também participa na versão mais completa, chamada SEL. Já o Fiat Uno, que ganhou um discreto facelift (a mudança do painel interno foi mais profunda), aposta na versão Evolution, intermediária (a top é a Sporting) e pioneira na produção nacional do sistema Start-Stop, responsável por desligar o motor nas paradas no sinal de trânsito. É o único dos quatro com este recurso, que não ajudou muito na classificação do Uno e só melhorou bem o consumo na cidade.

Além do aumento da cilindrada dos motores e da troca do Up! pelo Uno, este novo comparativo tem uma nova apresentação e os números de teste fornecidos pela revista Carro, com álcool no tanque dos carros, enquanto o dos 1.0 era da Quatro Rodas, com gasolina.

6

terça-feira, 28 de outubro de 2014

TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO


Na Kia o ciclo de vida dos seus modelos dura pouco. Apenas quatro anos depois e com um ano de face-lift, o utilitário esportivo médio-grande Sorento já conhece a sua terceira geração, a segunda depois da revolução estética de Peter Schreyer, que acabou assumindo a presidência da marca sul-coreana. 
0

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO


Com o Renegade fabricado no Brasil, a Jeep, agora controlada pela Fiat, quer o seu espaço no mercado nacional de SUVs compactos. Apesar do conforto e do bom acabamento, ela aposta em um estilo polêmico, bem reto. 

Na quinta geração do Cherokee, já à venda no Brasil por R$ 174.900 na versão Limited, a mãe dos jipes resolveu usar o mesmo visual discutível contra concorrentes como Ford Edge (R$ 131.490), Kia Sorento (R$ 154.900), Chevrolet Trailblazer (R$ 144.650) e Mitsubishi Pajeto Dakar (R$ 146.990), maiores e mais baratos. 
1

quinta-feira, 23 de outubro de 2014


TEXTO: GUSTAVO DO CARMO 
FOTOS: INTERNET, DIVULGAÇÃO,  RUY BARBOSA E GUSTAVO DO CARMO


No último dia de setembro, o Google encerrou as atividades do Orkut, a maior rede social do mundo antes do surgimento do Facebook. Criado no dia 24 de janeiro de 2004, o Orkut, no início, só permitia a entrada de usuários convidados.

Na mesma época, outra rede social, o Fotolog.com (então chamado Fotolog.net), servidor de fotologs, um tipo de blog que só permitia a postagem de uma única foto na página, também tinha acesso bastante restrito no seu começo. Permitia apenas a criação de uma quantidade limitada de contas por dia no Brasil. Não lembro quantas. Só lembro que era preciso fazer plantão a uma hora da manhã (meia-noite nos Estados Unidos) para criar a página. E a procura era grande. Se a conexão estivesse lenta, adeus! Só no dia seguinte porque a cota já tinha se esgotado. Tentei várias vezes e nada.

Na ocasião eu tinha voltado a escrever sobre carros no E-Flog.net, uma rede social concorrente, também de fotologs. O chamado I Love Car era o substituto do antigo site caseiro Gustacar, que eu criei em 2001 e atualizei até 2003. Ambos já foram desativados. No E-Flog só a minha conta, pois o servidor ainda existe. 

Queria uma conta no Fotolog.com, que era o mais visitado. Acabei desistindo. Até que no dia 23 de outubro de 2004, um dia antes do Orkut completar nove meses, ganhei de presente do jornalista Celso Serqueira (que então se apresentava como Parroula e hoje está sumido) a tão sonhada conta.

Só que ele simplificou o nome para Guscar, que ficou bem melhor na sonoridade. A marca Guscar pode ser entendida como uma abreviação do antigo site e também do meu nome completo (Gustavo Carvalho do Carmo), além da expressão em "portunhol", Gusta Carro.

0


TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS DA INTERNET (VERSÕES ESTRANGEIRAS)
DADOS DE TESTE: REVISTA QUATRO RODAS


O relançamento do Suzuki Swift, agora na versão Sport, trouxe de volta a lembrança do velho compacto vendido no Brasil entre 1991 e 1999, nas versões hatch de duas e quatro portas, sedã de quatro portas e conversível.

O Swift (que alguns o associavam com a famosa marca de salsichas e patês) foi importado pelo Brasil já na segunda geração, lançada mundialmente em 1988. A primeira carroceria era de 1983. No Japão as duas gerações se chamavam Cultus. E na Austrália era vendido como Holden Barina, que depois passou a batizar o Corsa e o Sonic. 

3

domingo, 19 de outubro de 2014


TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO
DADOS DE TESTE: REVISTA QUATRO RODAS


A japonesa Suzuki é mais conhecida no Brasil pelas suas motos e seus carros utilitários esportivos compactos. No caso dos automóveis, foi muito popular por aqui nos anos 1990. Mas deixou o nosso mercado em 2003, quando tinha acabado de lançar o Ignis. Voltou apenas cinco anos depois, priorizando novamente os utilitários esportivos. 

Na primeira passagem da Suzuki Veículos entre nós, contudo, um carro de passeio fez muito sucesso: o hatch compacto Swift (que muitos brasileiros o associavam à famosa marca homônima de salsichas e patês). Ele tinha frente em cunha, teto alto e janelas amplas, com faixa preta degradê nas colunas traseiras. Era vendido tanto com motor 1.0 (que concorria em preço com o Kadett SL 1.8 e o Prêmio CSL 1.6), duas ou quatro portas, quanto o invocado GTi, com duas portas (que tinha o vidro traseiro mais curvado) e motor 1.3 de 100 cavalos (o downsizing ainda não era moda na época). Também tinha um conversível 1.3 e um sedã 1.6. O Swift foi embora quando reestilizado para a terceira geração (que não veio pra cá, assim como a primeira, de 1983. A vendida aqui era a segunda, de 1988) e demoraria quase duas décadas para voltar ao nosso país.

Swift 1993
O retorno só acontece agora, dezenove anos depois, com a carroceria da quinta geração. O antigo GTi foi a inspiração, pois o foco do novo Swift agora é a esportividade.  Tanto que ele só chega nas apimentadas versões Sport e Sport R. Ambas com motor 1.6 de 16 válvulas com comando variável, de incríveis 142 cavalos. Parece potência de turbo, mas é aspirado. O câmbio é manual de seis marchas.

O estilo ficou com aparência de monovolume. Lembra até o Kia Soul. Tão estranho quanto o coreano. Faróis e lanternas assumiram um formato vertical e côncavo. A grade dianteira ficou enorme, atravessando o para-choque e só dividido pelo suporte da placa. Para transmitir mais esportividade, o Sport R tem teto de cor diferente. Mas destoa ao ser oferecido apenas com quatro portas, um costume que se tornou moda no Brasil desde a última década. Lá no exterior, há a opção de duas portas, com motor 1.2, câmbio CVT e tração 4x4.
0

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO


No mês passado, falei aqui no Guscar do XE, o novo sedã compacto da Jaguar. que poderá ser montado na fábrica que o grupo Jaguar-Land Rover está construindo em Itatiaia, no interior do estado do Rio de Janeiro. Mas o primeiro a sair da linha de produção deverá ser o SUV Discovery Sport, da Land Rover, outra tradicionalíssima marca inglesa adquirida pela indiana Tata Motors. 

Engana-se quem pensa que o Discovery Sport, revelado no Salão de Paris deste ano, será o substituto do modelo homônimo, lançado em 1989 e que está em sua quarta geração (contando os face-lifts também). Ele faz parte de uma nova estratégia de mercado da marca-mãe dos utilitários esportivos de luxo. No entanto, substituirá o Freelander (de 1997), que perdeu o posto de menor Land Rover para o Evoque.
0

terça-feira, 14 de outubro de 2014


TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO
DADOS DE TESTE: REVISTA CARRO 


O Mercedes GLA não chega a ser um utilitário esportivo. Mas o termo crossover também fica em dúvida com a ausência da tração integral na sua versão inicial  para o mercado brasileiro. A aparência de um Classe A (hatch médio que cedeu a sua plataforma) anabolizado e com suspensão elevada, além do espaço apertado e do porta-malas razoável, reforçam essa dúvida.

A força motriz nas quatro rodas só está disponível na versão GLA250 (com motor 2.0 de 211 cv), que só chegará no ano que vem. Em 2016 a versão nacionalizada sairá da fábrica de Iracemápolis, interior de São Paulo. A versão esportiva AMG também fica pra depois. 

Por enquanto ele vem direto da Alemanha e a única nomenclatura importada é a GLA200, com o velho conhecido motor 1.6 turbo e injeção direta de 156 cavalos, com comando variável das válvulas de admissão. O câmbio é o automatizado 7G-Tronic, de sete marchas e dupla embreagem, que fica exclusivamente no volante.
2

terça-feira, 7 de outubro de 2014


TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO
DADOS DE TESTE E DE CUSTO DE MANUTENÇÃO: REVISTA QUATRO RODAS


O Volkswagen Up! chegou em fevereiro, para substituir a carroceria antiga do Gol (chamada de G4), fazer uma revolução no segmento de compactos e de preferência ser o novo Fusca. Não o luxuoso, mas o velho besouro e sua popularidade.

Como aquele convidado de festa de aniversário que chega primeiro e precisa esperar os outros para partir o bolo, o Up! precisou aguardar a chegada dos renovados Ford Ka e Fiat Uno para ser comparado aqui no Guscar.

Os dois já chegaram ao mercado. Mas como o Up! só é vendido com motor 1.0 e as revistas não liberaram o teste do Uno com esta cilindrada, decidi excluir o Fiat da festa, deixando-o para um outro comparativo, com motores maiores, que eu farei nos próximos meses. Mesmo se eu fizesse um meio a meio, com Up e Ka 1.0 e Onix e Uno Evolution 1.4 com Start-Stop haveria um desequilíbrio técnico.

Sem o Uno, decidi, então, "chamar" o Chevrolet Onix (que já estava convidado) e o Nissan March (me recuso a chamar o face-lift de New) para enfrentar os estreantes Up! e Ka. Todos com motor 1.0, claro, câmbio manual e nas versões mais completas.

No ranking dos mais vendidos do Renavam (Registro Nacional de Veículos Automotores), no acumulado de janeiro a setembro, o líder entre os quatro foi o Onix (104.809), seguido pelo Up! (41.469) e o March (16.280).

Lançado apenas em agosto, o Ka tem apenas 10.767 unidades emplacadas este ano, mas em setembro vendeu mais que o Volkswagen Up! (7.093 contra 6.272). O Onix foi o terceiro mais vendido de setembro, Ka e Up! ficaram em 12º e 14º respectivamente e o March apenas o trigésimo, entre todos os carros do mercado.

A intenção do comparativo, no entanto, não é apontar o melhor hatch compacto do mercado, mas avaliar os dois novatos contra os seus principais concorrentes, além de saber como o March renovado fabricado em Resende se sai com motor 1.0 (ele já venceu um comparativo em junho com o 1.6) e se o Onix ainda tem fôlego aos dois anos de idade. Os dados de teste são da revista Quatro Rodas.

12

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO


O City começou a ser fabricado no Brasil em 2009, com a missão de colocar a Honda no concorrido mercado de sedãs compactos. Além de ter ficado muito caro em relação aos seus desejados concorrentes, seu preço se aproximou demais do Civic e ele acabou perdendo compradores para o modelo médio, pois ficava devendo quando comparado ao irmão mais velho.

Passados cinco anos, dois deles depois de receber um face-lift, o City produzido em Sumaré (SP) está de cara nova em quatro níveis de equipamento (DX, LX, EX e EXL). Aliás, quase tudo novo. Só o motor 1.5 i-VTEC foi mantido, mas agora tem sistema de partida a frio, chamado FlexOne. O câmbio automático passa a ser o CVT, de relações continuamente variáveis.
3

sábado, 20 de setembro de 2014

TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO E GUSTAVO DO CARMO


Criadora dos utilitários esportivos, a Jeep não poderia ficar de fora do novo segmento do gênero: o dos compactos. Mais de dez anos depois da rival norte-americana Ford lançar no Brasil o Ecosport -que não inventou a categoria, mas a impulsionou e chegou à Europa - a divisão off-road da Chrysler apresentou em março, no Salão de Genebra, o Renegade.

O modelo começará a ser fabricado no Brasil em março, após a inauguração da fábrica que o grupo FCA (Fiat-Chrysler Automotive) está construindo em Goiana, interior de Pernambuco. A Fiat é dona das marcas Dodge e Jeep há quatro anos e deve produzir também lá o sedã Viaggio. O Renegade será uma das grandes atrações do próximo Salão de São Paulo. 
1

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO


A inglesa Jaguar tornou-se nobre pelos seus cupês esportivos (E-Type, XK e F-Type) e sedãs de luxo (XJ, MarkII, S-Type e XF). Mas não foi bem sucedida com o seu primeiro sedã médio, o X-Type. O público não aceitou o "sacrilégio" da tração dianteira do modelo baseado no Ford Mondeo (marca que era dona da Jaguar na época) e o considerou um "mais do mesmo". O X-Type foi vendido entre 2001 e 2009 e teve até uma versão perua.

Jaguar X-Type

Passados cinco anos, a Jaguar parece ter superado o trauma e vai dar uma segunda chance ao segmento médio. Apresentou em Londres, com toda pompa e participação da estilista Stella McCartney, filha do ex-Beatle Paul, o novo XE, que será mostrado ao público no Salão de Paris, que começa agora em outubro, e também terá uma perua e um cupê.
0

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO


A segunda geração do Uno ainda não é um ícone como o Fusca, o Mini Cooper, o Mustang e o Golf. Mas tem um estilo tão peculiar quanto o Kia Soul. Desta forma, os designers da Fiat devem ter encontrado dificuldades para mexer no desenho de um carro que nasceu para ter o conceito quadrado redondo, mas precisava se modernizar. 

Assim, em seu primeiro face-lift, o Novo Uno parece que não mudou nada para enfrentar o Volkswagen Up! e o Ford Ka. À primeira vista. Só que olhando mais atentamente dá pra ver que ele mudou, sim. A grade fechada entre os faróis ficou um pouco mais fina e agora é cinza ou preta brilhante, dependendo do opcional. Aqueles três quadradinhos no lado direito da grade, símbolo do carro, deixam de parecer uma falsa entrada de ar e agora são três anéis quadrados sobre a chapa, mudando de cor, também de acordo com a versão. Os faróis ficaram mais zangados e lisos na lateral. Os refletores internos também são novos. 

0

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO


O Mercedes SLS AMG mal saiu de linha e seu lugar top, ainda quente, já será ocupado, a partir do ano que vem, pelo AMG GT. Ele utiliza a mesma plataforma e manteve o capô longo e a traseira curta do antecessor. No entanto, tem um novo desenho, bem mais charmoso, com caída do teto curvada, como os ingleses Jaguar F-Type (ficou até muito parecido com este) e McLaren 650S, além do conterrâneo Porsche 911. Legítimos cupês esportivos que vão concorrer com o novo AMG. Audi R8 e o híbrido BMW i8 também estão no páreo.  
0

domingo, 7 de setembro de 2014


TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO


A terceira geração do Ford Ka promete fazer o brasileiro esquecer aquele velho carrinho de duas portas com cara de mosca e bunda achatada, lançado em 1997.  E também aquela releitura de Brasília que a geração anterior lembrava. Agora com quatro portas e um desenho (feito no Brasil) muito próximo dos concorrentes Chevrolet Onix e Volkswagen Gol (embora também vá disputar mercado com o Up!) ele sai de Camaçari, na Bahia, para brigar pela liderança do mercado nacional e com promessa de voltar a ser um carro mundial.

0

domingo, 31 de agosto de 2014


TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO


O Kia Soul, chamado de "carro-design" pela própria importadora da marca no Brasil, fez a fama pelo seu estilo tão autêntico (feio) que seria um "sacrilégio" (ou uma benção) mudá-lo radicalmente em sua segunda geração. Por isso, ele se junta a um grupo formado por New Beetle, Mini Cooper, Passat, Volkswagen Golf, Volvo XC90, Renault Sandero, etc, nos quais a reestilização total ficou mais parecida com um face-lift.

0

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO


O Volvo XC90 não foi o primeiro utilitário esportivo de luxo (a honra cabe ao Range Rover, em 1970) e muito menos o primeiro SUV das marcas premium (o papel cabe ao Mercedes ML, em 1997). Mas inaugurou o gênero dentro da marca sueca em 2002, quando ela pertencia à Ford.

Para compensar a demorada renovação, após 12 anos, como um bom uísque Ballantine's, a segunda geração do XC90 inaugura uma nova identidade visual dianteira e uma nova plataforma modular - Scalable Product Architecture (SPA), mas as linhas ainda são conservadoras como as da carroceria antiga. 
0

terça-feira, 26 de agosto de 2014

TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO


Difícil imaginar, mas o Ford Ka que está chegando ao mercado brasileiro nas versões hatch e sedã, em sua terceira geração, um dia já foi um microcarro.

0

quinta-feira, 21 de agosto de 2014


TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO


Lançada em 1982, a Saveiro, enfim, ganhou cabine dupla para se igualar à sua maior concorrente, a Fiat Strada, que lidera o enfraquecido mercado de picapes compactas há um bom tempo e já existe nesta configuração há cinco anos. A demora foi tanta que a Volkswagen chegou atrasada, pois a sua picape só tem as duas portas laterais dianteiras. A Strada, desde o ano passado, já tem três, sendo duas no lado do passageiro.
0

terça-feira, 19 de agosto de 2014

TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO 


Bomba! Bomba! Inveja dentro da Volkswagen. O compacto Fox quis imitar o Golf e agora tem, na linha 2015, frente, traseira e interior igual ao do luxuoso hatch médio importado e equipamentos mais tecnológicos. 

0

sábado, 16 de agosto de 2014

TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO


A produção da quarta geração do Classe C na nova fábrica de Iracemápolis (interior paulista) só começa em 2016, mas o modelo já está à venda no país, importado da Alemanha.

O ex-sedã compacto da Mercedes chegou em quatro versões, com duas opções de motor e três de potência. São elas: as C180 Avantgarde e Exclusive, a C200 Avantgarde e a C250 Sport. A C180 tem o motor 1.6 turbo e injeção direta de 156 cavalos, o mesmo do hatch Classe A e do sedã CLA, que permite uma aceleração até 100 km/h em 8,5 segundos. O da C200 é o 2.0, também com turbo e injeção direta, de 184 cavalos, que acelera em 7,3 segundos. Na C250 este mesmo propulsor rende 211 cavalos e aceleração em 6,6 segundos. Todos usam a transmissão automática de sete marchas (7G-TRONIC Plus).

0

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO
DADOS DE TESTE: REVISTAS CARRO E QUATRO RODAS (ESPAÇO INTERNO)


Em oito anos de carreira no Brasil, o Kia Cerato quase amadureceu. De um sedã com design sem sal na primeira geração, ainda era um médio-compacto quando chegou à sua segunda carroceria, com um estilo bem atraente, criado pelo alemão Peter Schreyer. Apesar dos cantos vivos, foi responsável por revolucionar a identidade da marca sul-coreana.

Nesta terceira edição, lançada aqui no ano passado, o Cerato cresceu e agora pode ser classificado como um sedã médio. Ganhou curvas nas linhas, faróis, lanternas e painel interno, além de uma grade mais imponente. Mas o que impediu o amadurecimento completo foi o motor.

Manteve o mesmo 1.6 Flex usado no estranho compacto Soul e também no Hyundai HB20, que rende no máximo 128 cavalos. Por isso, a ambição de ter um desempenho melhor ou igual que o Toyota Corolla, Honda Civic e companhia ficou comprometida.

O Cerato tinha tudo para fazer frente aos sedãs médios na faixa de 4,60m de comprimento (o Cerato tem 4,56m), mas com este motor não dá para enfrentar os rivais 2.0 ou 1.6 turbo (como é o caso do Citroën C4). Só vendeu 268 unidades em junho, segundo a Fenabrave. 

Como ninguém vai preterir o Cerato por um chinês da JAC (o J5), o Fiat Linea está muito velho e o Honda City ganhará nova geração em breve, decidi realizar o sonho da Kia e compará-lo com o Corolla. Mas o oponente estará na versão básica, a GLi, com motor 1.8.

0

domingo, 10 de agosto de 2014

TEXTO:  GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO


O carro que impulsionou as vendas da Fiat no mercado brasileiro está completando 30 anos. Tudo começou em 1983, quando a marca italiana, então com apenas sete anos de presença em nosso país, vendia o hatch Spazio, um 147 repaginado com frente e interior renovados, além dos seus derivados: a perua Panorama, o sedã Oggi, o furgão Fiorino e a picape City. A participação dos italianos estabelecidos em Betim no mercado era muito tímida. O câmbio impreciso, o motor fraco e até o estilo afastavam os potenciais consumidores.

No mesmo ano, a Fiat lançava na Itália um compacto de duas ou quatro portas, linhas retas e truncadas e com um corte quase vertical da traseira que fazia lembrar uma mini-perua, mas ao mesmo tempo era um hatchback. Este carro de estilo ousado foi batizado com um nome único e dinâmico: Uno. A filial brasileira viu nele uma oportunidade de crescer no mercado brasileiro e apostou no seu lançamento por aqui.

1

terça-feira, 5 de agosto de 2014

TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO 


Jornal e programa de TV que são porta-vozes da Fiat, o Vrum, do Estado de Minas, já noticiou. Só falta o anúncio oficial dos italianos de que o sedã médio Viaggio será montado na nova fábrica da empresa em Goiana, interior de Pernambuco, a partir do ano que vem, só iniciando as vendas talvez em 2016. A unidade vai produzir também o Jeep Renegade e futuramente o sucessor do hatch Alfa Romeo Giulietta, dono da plataforma do Viaggio. 

Será uma montagem mesmo, no esquema chamado CKD (Complety Knock Down), com peças totalmente importadas da China, onde o Viaggio foi lançado em 2012. Pelo menos até aprimorar a produção. 

0

quinta-feira, 31 de julho de 2014

TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO


Além de modernizar totalmente o seu microcarro de dois lugares, o ForTwo, a Smart, do grupo Daimler (Mercedes-Benz), tratou de ampliar a sua linha e relançar o ForFour, de quatro lugares e quatro portas. Os dois foram revelados juntos e serão apresentados publicamente no próximo Salão de Paris, em outubro.

0

sexta-feira, 25 de julho de 2014


TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO E INTERNET
FONTE DE CONSULTA: BESTCARS WEBSITE E ACERVO QUATRO RODAS


O Passat tem o nome de um vento equatorial mas o batismo não foi claramente uma homenagem póstuma à forma de refrigeração (a ar) do motor que marcou os carros da Volkswagen. Até porque o primeiro Volks com motor arrefecido a água na Europa foi o K70, um sedã médio da extinta NSU que ganhou emblema VW quando foi adquirida pela conterrânea.

NSU/VW K70

Por sua vez, o Passat foi projetado sobre a plataforma da primeira geração do Audi 80 (1972). Esta marca também foi adquirida pela fabricante do carro do povo. Para se diferenciar da sua matriz luxuosa, que era três volumes, o Passat foi simplificado com a carroceria fastback, de duas ou quatro portas laterais. O restante era igual ao 80, como a ampla área envidraçada, a grade padronizada preta com um (redondo ou oval) ou dois pares (redondos) de faróis e lanternas traseiras horizontais abaixo da tampa do porta-malas. Ambos foram desenhados pelo designer Giorgetto Giugiaro.

Audi 80 - A base do Passat

O médio completou os seus 40 anos no ano passado na Europa. Em 2014, é a vez do Brasil comemorar a data.

0

últimos posts

Tópicos

Lançamento Nacional (191) Volkswagen (105) Chevrolet (103) História (97) Ford (90) Fiat (82) Carro do Ano (73) Comparativos (73) Lançamento Internacional (72) Em Breve no Brasil (56) Retrospectiva (51) Renault (46) Honda (45) Toyota (44) Citroën (39) Nissan (39) Especial (38) Hyundai (38) Peugeot (37) Sonhos de Consumo (36) Audi (35) Baba Brasil (29) Kia (27) Mercedes (27) BMW (24) No Mercado (22) História em Miniatura (19) Cruze (18) Gol (18) Lembra de mim? (17) Motor do Ano (17) Mário Coutinho Leão (17) Corolla (16) JAC (16) Opel (16) Pré-estreia (16) Rádio Motor (16) Analisando (15) Fiesta (15) História em Fotos (15) Ka (15) Civic (14) Editorial (14) Golf (14) Focus (13) Salão de Genebra 2014 (12) Volvo (12) Carro do Ano 2013 (11) Carro do Ano 2014 (11) Carro do Ano 2015 (11) Guscar em Genebra (11) Mitsubishi (11) Palio (11) Retrospectiva 2016 (11) Uno (11) Carro do Ano 2010 (10) Carro do Ano 2011 (10) Corvette (10) Fox (10) HB20 (10) Utilitário do Ano (10) up! (10) Avaliação (9) Carro do Ano 2012 (9) Chery (9) Ecosport (9) Fit (9) Jaguar (9) March (9) Suzuki (9) 500 (8) Carro do Ano 2016 (8) Duster (8) Jeep (8) Onix (8) Retrospectiva 2015 (8) Siena (8) i30 (8) 3008 (7) Carro Premium (7) City (7) Dodge (7) Fluence (7) Land Rover (7) Melhores do Ano (7) Mini (7) Polo (7) Porsche (7) Prêmios Suplementares (7) Ranger (7) Salão de Genebra 2012 (7) Versa (7) Voyage (7) 208 (6) 308 (6) Aircross (6) Alfa Romeo (6) C3 (6) C4 (6) CR-V (6) Carro do Ano 2017 (6) Etios (6) Ferrari (6) Fusion (6) McLaren (6) Mustang (6) Passat (6) Punto (6) Renegade (6) S10 (6) Salão de Xangai (6) Sandero (6) Sentra (6) Sportage (6) Strada (6) Toro (6) A3 (5) Accord (5) Cerato (5) Classe E (5) Cobalt (5) Eles são 10! (5) Guscar MOTO (5) Hilux (5) Jetta (5) Lamborghini (5) Lifan (5) Logan (5) Picape do Ano (5) Salão de Pequim 2014 (5) Saveiro (5) Seat (5) Teste de pista (5) Tracker (5) 2008 (4) 408 (4) A4 (4) A5 (4) Agile (4) Amarok (4) Astra (4) Bentley (4) Campeões de Audiência (4) Captiva (4) Classe C (4) Corsa (4) DS4 (4) Edge (4) Escort (4) Especial Crossovers (4) Frontier (4) Fusca (4) HB20S (4) HR-V (4) Hilux SW4 (4) L200 (4) Livina (4) Mini Cooper (4) Mégane (4) Optima (4) Picanto (4) Prisma (4) Q3 (4) Sonic (4) Swift (4) Série 1 (4) Série 3 (4) XE (4) 911 (3) Bravo (3) Camaro (3) Camry (3) Captur (3) Celta (3) DS3 (3) Direto do Arquivo (3) Discovery (3) GLC (3) Giulia (3) Ibiza (3) J3 (3) Kicks (3) Malibu (3) Mobi (3) Monza (3) Outlander (3) P1 (3) Panamera (3) Polara (3) Prius (3) QQ (3) RAV4 (3) Salões (3) Sorento (3) T5 (3) TT (3) Tiggo (3) Utilitário do Ano 2011 (3) Vectra (3) Vitara (3) X60 (3) XC90 (3) 147 (2) 507 (2) 508 (2) A1 (2) A8 (2) AMG GT (2) ASX (2) Adam (2) Aero (2) Altima (2) Ayrton Senna (2) Azera (2) Bentayga (2) Bolt (2) C1 (2) C4 Lounge (2) C4 Picasso (2) CLA (2) Calibra (2) Carro Verde do Ano (2) Challenger (2) Chevette (2) Chrysler (2) Classe A (2) Classe B (2) Classe ML (2) Classe S (2) Classic (2) Creta (2) DS5 (2) Daewoo (2) Datsun (2) Elantra (2) Elba (2) Espero (2) Estão comentando (2) Expert (2) Fim de Temporada (2) Fiorino (2) GLA (2) GLE (2) Genesis (2) Go (2) Golf Variant (2) Importados de Ontem (2) Insignia (2) J2 (2) J5 (2) J6 (2) Journey (2) Jumpy (2) Kadett (2) Kadjar (2) Kombi (2) La Ferrari (2) Lancia (2) Linea (2) Matérias Especiais (2) Mazda (2) Mille (2) Mini Clubman (2) Mondeo (2) Montana (2) Motor do Ano 2011 (2) Motor do Ano 2013 (2) Motor do Ano 2014 (2) Motor do Ano 2015 (2) Motor do Ano 2016 (2) Motor do Ano 2017 (2) Opala (2) Oroch (2) Pajero Dakar (2) Parati (2) Pontiac (2) Pré-estréia (2) Q5 (2) Qoros (2) RS6 (2) Range Rover (2) Rinspeed (2) S-Cross (2) S60 (2) Santana (2) Skoda (2) Smart fortwo (2) Soul (2) Spacefox (2) Symbol (2) Série 2 (2) Série 4 (2) T-Roc (2) T6 (2) Tiguan (2) Tipo (2) Transit (2) Twingo (2) Utilitário do Ano 2010 (2) Utilitário do Ano 2013 (2) Utilitário do Ano 2014 (2) Utilitário do Ano 2015 (2) V40 (2) V90 (2) Vectra GT (2) Veneno (2) Volkswagen Jetta (2) Volt (2) Willys (2) X1 (2) X3 (2) X6 (2) ZX (2) i8 (2) 107 (1) 108 (1) 124 Spider (1) 155 (1) 156 (1) 159 (1) 164 (1) 206 (1) 207 Passion (1) 2CV (1) 300C (1) 301 (1) 4008 (1) 405 (1) 4C (1) 500X (1) 530 (1) 570GT (1) 650S (1) 75 (1) A Concept (1) A6 (1) Alaskan (1) Ami (1) Ampera (1) Anísio Campos (1) Apollo (1) Argo (1) Arona (1) Arteon (1) As Belas do Salão (1) Aston Martin (1) Audi A3 Sedan (1) Aygo (1) B-Max (1) BMW K 1300 R (1) Bertone (1) Brasília (1) Brivido (1) Bugatti (1) C-Elysée (1) C-XR (1) C3 Picasso (1) C4 Cactus (1) C5 (1) Cadenza (1) Cambiano (1) Carens (1) Carro Premium 2010 (1) Carro Premium 2011 (1) Carro Premium 2012 (1) Carro Premium 2013 (1) Carro Premium 2014 (1) Carro Premium 2015 (1) Carro Premium 2016 (1) Carro Premium 2017 (1) Carros Antigos (1) Cee'd (1) Celer (1) Cherokee (1) Citigo (1) Classe X (1) Clio (1) Clubman (1) Colorado (1) Compass (1) Concept Coupé (1) Concept Estate (1) Concept XC Coupé (1) Continental (1) Continental GT (1) Corcel (1) Cordoba (1) Cross Coupé (1) Crossland X (1) D-Max (1) DS 6WR (1) Dacia (1) Dacia Logan (1) Dauphine (1) De olho na Notícia (1) Del Rey (1) Delta (1) Direto da Tela (1) Divulgação (1) Doblò (1) Dock+Go (1) E-Pace (1) E-Type (1) EC7 (1) Emerge-E (1) Enjoy (1) Entre linhas (1) Eos (1) Equinox (1) Equus (1) Espace (1) Evoque (1) Explorer (1) F-Type (1) FF (1) Face (1) Faróis (1) Ferrari 812 Superfast (1) Fiat Coupé (1) Fiat Uno Turbo i.e. (1) Fiat. Ford (1) Firebird (1) Ford GT (1) Ford T (1) Ford. Ka (1) Freemont (1) GS (1) GT4 Stinger. Soul (1) GTC4Lusso (1) Geely (1) Ghibli (1) Giulietta (1) Guscar 10 Anos (1) Hall da Fama Autoesporte (1) Hi-Cross (1) Hoggar (1) Honda CB 600F Hornet (1) Huracan (1) I-Oniq (1) Idea (1) Inca (1) Infiniti (1) Intrado (1) Invitation (1) Isuzu (1) Italdesign (1) KAWASAKI Z300 (1) KTM 390 Duke (1) Karl (1) Kawasaki (1) Kawasaki Ninja 250R (1) Kawasaki Ninja 300 (1) Koleos (1) Kona (1) Kuga (1) LF320 (1) LF620 (1) Leaf (1) Lexus (1) Lincoln (1) Lodgy (1) Lotus (1) MX3 (1) Maserati (1) Maverick (1) Mercedes. A3 (1) Meriva (1) MiTo (1) Mii (1) Miura (1) Model S (1) Mokka (1) Motor do Ano 2010 (1) NMC (1) NS4 (1) NSX (1) New Beetle (1) Nexon (1) Notícias (1) Nuccio (1) Oldsmobile (1) Omega (1) Pacifica (1) Pajero (1) Picape do Ano 2010 (1) Picape do Ano 2011 (1) Picape do Ano 2013 (1) Picape do Ano 2014 (1) Picape do Ano 2015 (1) Picape do Ano 2016 (1) Picape do Ano 2017 (1) Pininfarina (1) Ponto a Ponto (1) Proace (1) Prêmio (1) Pulsar (1) Q2 (1) Qoros 2 (1) Qoros 3 (1) RX (1) RX7 (1) Raridade (1) Romi (1) Romi Isetta (1) S18 (1) S90 (1) SL (1) SLK (1) SP2 (1) SX4 (1) SXC (1) Santa Fe (1) Scirocco (1) Scudo (1) Scénic (1) Smart (1) Smart forfour (1) Sonata (1) Spin (1) Ssangyong (1) Sunny (1) Série 5 (1) Série 6 (1) Série 7 (1) T8 (1) Talisman (1) Tata (1) Tempra (1) Tempra Pick-up (1) Tesla (1) Teste de Consumo (1) Tiida (1) Toledo (1) Toronado (1) Touareg (1) Tourneo (1) Toyota Corolla (1) Trailblazer (1) Trax (1) Tucson (1) Utilitário do Ano 2012 (1) V60 (1) Vale a Pena? (1) Vario (1) Vedette (1) Veloster (1) Veraneio (1) Versailles (1) Vezel (1) Viaggio (1) Vision C (1) Volkswagen GOLF (1) Volkswagen Gol Comfortline 1.0 (1) Vídeos (1) X-ChangE (1) XF (1) XIV-2 (1) Yamaha XT 600Z Ténéré (1) Yamaha YBR 250 Fazer (1) Yaris (1) Z4 (1) Zest (1) Zoe (1) ix35 (1) recall (1)