Pesquisar este blog

Carregando...

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

PICAPE DO ANO AUTOESPORTE 2017 - FIAT TORO

TEXTO: GUSTAVO DO CARMO | FOTOS: DIVULGAÇÃO 


Picape do Ano 2017, a Fiat Toro teria inaugurado um novo conceito de picape se a sua única concorrente direta, a Renault Duster Oroch já não tivesse sido lançada no ano passado. Venceu até a eleição de Picape do Ano 2016. Mas foi aquela candidata única, como se a marca francesa tivesse comprado o título quando poderia disputar com todos os carros, já que os Utilitários foram incorporados. 

A diferença da Toro para a rival é que a picape da Fiat superou duas picapes médias. Duas fortes picapes médias, para ser mais objetivo: as reestilizadas Toyota Hilux e Mitsubishi L200 Triton Sport, que ficaram em segundo e terceiro lugares, respectivamente. 


Para reafirmar que a Toro ganhou por méritos próprios, a diferença ainda foi grande. A picape da Fiat somou 1.611 pontos, correspondendo a 77% dos pontos possíveis. A Hilux somou 1.256 pontos (60%) e a L200, 1.199 (57%).

Segunda colocada: Toyota Hilux

Terceira colocada: Mitsubishi L200 Triton Sport

A Toro tem um estilo mais moderno que a Oroch. É uma picape alta com janelas aparentemente estreitas, faróis no para-choque e luzes diurnas de LED no capô. Fabricada em Goiana (PE), na mesma linha de produção dos Jeep Renegade e Compass, usa a plataforma dos dois. Inicialmente, tinha os mesmos dois motores e transmissões automáticas do modelo compacto norte-americano: o 1.8 Flex e o 2.0 Multijet turbodiesel, associados, respectivamente ao câmbio de seis e nove marchas. 

Só que no último Salão do Automóvel foi adicionado à linha o motor 2.4 Flex Multiair. Não é o bloco do crossover Freemont, que parou de ser importado. E sim da série Tigershark, estreada em versão 2.0 no Jeep Compass. Rende entre 174 e 186 cavalos de potência, tem sistema start-stop e vem associado ao câmbio automático de nove marchas. Mas tem tração 4x2 e é exclusivo da versão Freedom. A Volcano fica só com o diesel, como top de linha.


A Toro 2.4 acelera de 0 a 100 km/h, segundo a Fiat, em 9,9 segundos e alcança os 200 km/h. O consumo, pelo INMETRO, é de 5,9 km/l na cidade com álcool e 8,6 km/l com gasolina. Na estrada, as médias sobem para 7,4 km/l e 10,8 km/l, respectivamente.

A picape da Fiat vem equipada desde a versão básica (Freedom 1.8) com ISOFIX, assistente de partida em rampa e controles eletrônicos de tração e estabilidade. Mas itens como ar condicionado digital, central multimídia, câmera de ré, quadro de instrumentos de 7 polegadas e seis airbags são opcionais, sendo de série na top Volcano, que tem exclusivamente faróis em LED e faróis de neblina que iluminam em curva. Teto-solar, capota marítima, banco do motorista com ajuste elétrico, sistema de entrada e partida sem chave e borboletas no volante são opcionais, mesmo nesta versão de topo. Atualmente, o preço da Toro varia de R$ 82.930 (Freedom 1.8 básica) a R$ 139.588 (Volcano 2.0 diesel completa).

A Toro deu à Fiat o seu terceiro título na terceira categoria mais antiga da premiação da Autoesporte. Criada em 1994, a Ford (primeira campeã com a extinta F-1000) é a maior vencedora, com cinco conquistas, mas não vence desde 2013 com a Ranger, também a última picape média campeã. Em segundo vem a Chevrolet, com quatro títulos e um jejum desde 2004, com a Montana. E em terceiro a Fiat com três (a Strada Cabine Dupla ganhou duas vezes). 

Das finalistas derrotadas, a Hilux perdeu a chance de se igualar em números de títulos com a Ranger e também dar o tri à Toyota. Já a L200 deixou de dar o primeiro título à Mitsubishi, especialista em tração 4x4. 

1994 - Ford F1000 (nacional) / 1995 e 1996 - Chevrolet S10 (nacional) / 1997 - Chevrolet Silverado (argentina) / 1998 - Ford Ranger (argentina) / 1999 - Dodge Dakota (nacional) / 2000-2001 - Ford F-250 (nacional) / 2002 - Não houve / 2003 - Nissan Frontier (nacional) / 2004 - Chevrolet Montana (nacional e primeira compacta) / 2005 - Ford Ranger(argentina) e 2006/2007 - Toyota Hilux (argentina) / 2010 - Fiat Strada Cabine Dupla (nacional) 2011 - Volkswagen Amarok (argentina) / 2013 - Ford Ranger (argentina) /2014 - Fiat Strada Cabine Dupla (nacional) / 2015 - Volkswagen Saveiro Cabine Dupla (nacional) /2016 - Renault Duster Oroch (nacional) / 2017 - Fiat Toro (nacional)

FICHA TÉCNICA

Motores: 
Flex, quatro cilindros em linha, transversal, 1.747 cm³, 16 válvulas
Flex, quatro cilindros em linha, 2.360 cm³, 16 válvulas
Diesel, turbo, quatro cilindros em linha, transversal, 1.956 cm³, 16 válvulas
Potência Flex 1.8: 135 (gasolina) e 139 cv (álcool)
Potência Flex 2.4: 174 (gasolina) e 186 cv (álcool)
Potência Diesel: 170 cavalos
Torque Flex 1.8: 18,8 kgfm (gasolina) e 19,3 kgfm (álcool) a 3.750 rpm
Torque Flex 2.4: 12.3 kgfm (gasolina) e 24,5 kgfm (álcool) a 4.000 rpm
Torque Diesel: 35,7 kgfm a 1.750 rpm
Câmbio: manual de seis marchas e automático de seis ou nove marchas
Tração: dianteira (flex) ou 4x4 (só a diesel)
Aceleração de 0 a 100 km/h 1.8: 16,1 segundos (revista Quatro Rodas, com gasolina)
Aceleração de 0 a 100 km/h 2.4: 9,9 segundos (fabricante)
Aceleração de 0 a 100 km/h Diesel: 12,4 segundos (Quatro Rodas)
Retomada de 80 a 120 km/h 1.8: 12,7 segundos (Quatro Rodas, com gasolina)
Retomada de 80 a 120 km/h Diesel: 8,4 segundos (turbodiesel - Quatro Rodas)
Velocidade máxima: 175 (1.8), 200 (2.4) e 188 km/h (diesel - fabricante)
Consumo 1.8: 9,6 km/l na cidade e 11,3 km/l na estrada (Quatro Rodas, com gasolina)
Consumo 2.4: 5,9 km/l na cidade e 7,4 km/l na estrada (INMETRO, com álcool) / 8,6 km/l na cidade e 10,8 km/l na estrada (INMETRO, com gasolina)
Consumo Diesel: 11,5 km/l na cidade e 14,5 km/l na estrada (Quatro Rodas)
Frenagem 80 a 0 km/h: 30,1 metros (1.8) e 29,3 metros (Diesel) - Quatro Rodas
Nível de ruído a 80 km/h: 60,6 decibéis (1.8 - revista Carro) e 63,3 decibéis (Diesel - Quatro Rodas)
Comprimento/largura/altura/entre-eixos: 4,92/1,84/1,74/2,99m
Caçamba: 820 litros
Tanque: 60 litros
Preços básicos:
 R$ 82.940 (Freedom 1.8 16v AT6)
R$ 98.730 (Freedom 2.4 16v AT9 e 2.0 turbodiesel 4x2 manual)
R$ 107.150 (Freedom 2.0 turbodiesel 4x4 manual)  
R$ 124.550 (Volcano 2.0 turbodiesel 4x4 AT9)

Nenhum comentário: