sexta-feira, 10 de agosto de 2012

COMPARATIVO - SPIN x JAC J6 x GRAND LIVINA

Texto: Gustavo do Carmo
Fotos: Divulgação


Assim como as peruas, as minivans também andam meio esquecidas no mercado brasileiro. Mesmo assim, a JAC Motors e a Chevrolet, nos últimos 12 meses, vêm apostando no segmento. E ainda disponibilizam sete lugares como opção para levar toda a família.

No ano passado, a chinesa JAC começou a importar a J6, com carroceria única, mas cobrando a mais por dois bancos extras na chamada versão Diamond. Mesma estratégia a Chevrolet adotou para o seu mais novo modelo, neste ano de importantes lançamentos que 2012 tem sido para a marca.

Ela começou a vender, no início deste mês a Spin, fabricada em São Caetano do Sul para substituir, de uma tacada só, a Meriva (que tinha cinco lugares) e a Zafira (de sete). Dentro do Brasil, a Spín representa uma evolução para a Meriva, mas um retrocesso para a Zafira. Mas basta ver a nova geração europeia da minivan compacta que a sensação de evolução também vai embora. A Chevrolet reservou os cinco lugares para a versão LT e os sete para a LTZ.

O leque de opções de modelos para sete passageiros no mercado brasileiro também tem os Fiat Doblò e Freemont, a Dodge Journey (matriz deste último), o Citroën C4 Grand Picasso, o Kia Carens e a Nissan Grand Livina, fora os modelos ainda maiores e caros. O Doblò está bem velho. Freemont e Journey são crossovers, o Citroën também custa mais de 80 mil reais e a Carens,70 mil, além de estar prestes a ser substituída. 

Entre estes, o concorrente que mais se aproxima, em porte e preço, de J6 e Spin é a Grand Livina, que passou por um discreto face-lift em março. Diferentemente das rivais, sua versão de sete assentos é maior em comprimento do que a de cinco (4,42m contra 4,18m). Até a terceira janela lateral é mais longa. Por isso que ela se chama Grand. No entanto, a distância entre-eixos é a mesma, de 2,60m. E será o modelo da Nissan que vai completar o trio deste comparativo entre opções na faixa de 50 mil reais. Pena que para o modelo da JAC pode ser o último comparativo com a aparência atual, pois na China ele já foi reestilizado e deve chegar ao Brasil no ano que vem. Fica a referência para o mercado de usados.

Não repare se eu falar mais demoradamente da Chevrolet, pois este comparativo também serve para apresentá-la e uma análise mais detalhada não significa vantagem na avaliação.


Estilo




No mercado desde 2009, a Grand Livina tem as linhas mais conservadoras e estranhas, misturando a traseira retilínea com a grade agressiva (que trocou os grossos cromados ou cinzas pelos filetes horizontais no face-lift) e os faróis triangulares, resultando num conjunto desproporcional. O tempo ainda agravou a situação e o estilo da minivan da Nissan se tornou o mais antiquado do trio.


A dianteira da Spin até que é atraente, pois o padrão Chevrolet é arredondado e combinou com os faróis e o tamanho do monovolume (1,95m de largura). Mas a simplicidade da lateral estraga tudo. A coluna C na cor do carro e a B preta deu a impressão de que a terceira janela é menor que as demais. Ficou estranho. A situação piora com as lanternas pequenas para o tamanho da traseira muito alta. Mais reduzido ficou o vidro, pois o efeito de envolvimento é só pintura preta.



A mais redondinha, literalmente falando, é a J6. Apesar da frente um pouquinho conservadora, ela é atraente vista de lado. O que mais agrada na chinesa é a traseira com as lanternas verticais envolvendo o vidro. É a única das três com a placa na tampa do porta-malas, não deixando a traseira limpa demais.

Acabamento



Spin e J6 empatam no segundo melhor acabamento. O painel da Chevrolet tem um aspecto espartano demais. Todos os materiais são em plástico duro, sem nada emborrachado. O desenho é até moderno (mais  que o Cobalt) e em dois tons de cores. O console central tem um par de porta-objetos verticais que parecem saídas de ar. O quadro de instrumentos com conta-giros analógico e velocímetro digital é igual ao do sedã compacto que lhe empresta a plataforma, mas este tem apliques prateados no painel, o que melhoraria a avaliação. Só que o revestimento interno das portas, com apenas uma pequena faixa de tecido, não ajuda. Por falar em tecido, o revestimento dos bancos é muito fino. É muita simplicidade para um carro de mais de 50 mil reais.


O acabamento da minivan chinesa ficaria isolado em segundo se houvesse pelo menos uma maciez nos plásticos do painel. Mas não há. É tudo duro, o que o deixa igualado ao Chevrolet. Em compensação, a aparência de refinamento da JAC é melhor por causa do tom escuro e da máscara prateada no console central ovalado. Com este formato, mais as saídas de ar circulares e os frágeis botões de rádio e climatização, podemos visualizar o rosto de uma coruja no painel da J6. Visual que já não existe mais na China. Ele deu lugar a um tablier parecido com o do novo Ford Ecosport.


Mais sóbrio, o interior da Grand Livina é o mais caprichado. Os plásticos têm melhor aparência, os detalhes prateados são usados com moderação e o revestimento das portas é mais agradável.


Espaço interno e porta-malas

Chevrolet Spin
A Chevrolet Zafira, uma das antecessoras da Spin, tinha como marca registrada o sistema Flex7, que rebatia os dois bancos extras e os escondia no assoalho, deixando o piso bem plano. A Meriva tinha, no primeiro ano, o FlexSpace, que fazia o mesmo com os bancos traseiros convencionais e também transformava o encosto do meio em apoio de braço.

JAC J6
Só que a Spin não tem nenhum desses sistemas. Por isso, os bancos rebatidos ficam à mostra e roubam espaço, principalmente do porta-malas. Tanto que a versão LT tem capacidade anunciada maior do que a LTZ com os cinco lugares em uso: 710 contra 553 litros. Com lotação máxima, cabem apenas 162 litros. Na Grand Livina são apenas 123, mas a minivan da Nissan acomoda mais com cinco passageiros (589 litros). A J6 tem o maior espaço, seja com cinco (198 litros) ou sete lugares (720 litros).

Nissan Grand Livina
A Spin é a que tem o maior espaço na terceira fileira. Mesmo assim, ela só comporta bem duas crianças. A própria Chevrolet reconhece isso no seu comercial de TV, ao colocar o menino sozinho e ignorado pelas irmãs lá atrás. Na segunda fileira, que será a mais usada, convenhamos, ela vem em segundo, vencendo a J6 na soma das medidas da revista Carro Hoje para a cabeça (98 contra 95 cm) e joelhos (20 contra 22 cm). A minivan chinesa tem bancos do meio individuais e os traseiros removíveis. A mais espaçosa é a Grand Livina, que tem 97cm e 27cm, respectivamente, e ainda forma o assoalho plano. Apesar da plataforma do sedã Cobalt, o espaço interno da Spin é menor, mas seus passageiros vão em posição mais elevada a cada fileira. 

Motor, desempenho e consumo



As duas versões da Spin são equipadas com o motor Econo.Flex 1.8, de apenas oito válvulas e sem variador de válvulas, que rende 106 cavalos com gasolina e 108 cv com álcool. O câmbio básico é o manual de cinco marchas. O automático sequencial de seis, o mesmo do Cruze e do Sonic, é opcional para a LT e a LTZ. Bem que o motor poderia ser o mesmo do sedã médio também.



O propulsor 1.8 da Grand Livina, por outro lado, é bem mais moderno, mesmo com três anos de carreira. Também bicombustível, tem comando variável das dezesseis válvulas e rende 125 cavalos com gasolina e 126 cv com álcool. A minivan da Nissan também tem opção de câmbio automático. Só que a transmissão, ao contrário da rival nacional, é ultrapassada, com apenas quatro marchas.


O motor mais potente deste comparativo é o 2.0 16 válvulas da J6, que rende 136 cavalos só com gasolina. O modelo da JAC não pode ser abastecido com álcool. Também falta na minivan chinesa a opção do câmbio automático, o que pode impedir a sua escolha no mercado, salvo se alguém gostar de passar marcha no braço. Quem sabe a nova geração não dispense a embreagem?

A J6, porém, não aproveitou a vantagem do motor mais potente e acelerou apenas em 13 segundos, seis décimos mais rápida que a Spin. A falta do câmbio automático, entretanto, prejudicou a retomada da chinesa, já que a Quatro Rodas, dona dos dados de teste, testou a Chevrolet e a Nissan nesta configuração. Única manual, a JAC acelerou de 80 para 120 km/h em 21,4 segundos. A Spin fez a mesma marca em 11,5 seg. A Grand Livina, com o segundo motor mais potente e o câmbio mais antigo, ganhou as duas provas com 11,6 s de aceleração e 9,1 s de retomada.

Pelo menos, o uso exclusivo da gasolina fez a J6 ser mais econômica, pois a Quatro Rodas também só testa os concorrentes com álcool. Assim, a JAC gasta menos petróleo, com 7,9 km/litro na cidade e 10,7 km/l na estrada. Iguais em combustível, a Grand Livina se saiu melhor contra a Spin. O consumo urbano nem ficou muito distante da J6: 7,3 km/l e na estrada 9,8 km/l. A Chevrolet fez 6,5 km/l e 8,4 km/l.

Segurança e Conforto

No papel, ou melhor, nos equipamentos de série, a Grand Livina leva vantagem por ter freios ABS com EBD e assistente de frenagem de urgência. Mas só com câmbio automático. O manual não tem nem o ABS. O JAC, no entanto, é o único que tem apoio de cabeça para todos os sete passageiros, mas, como todos, fica devendo o cinto de segurança de 3 pontos para o passageiro do meio.

Já na prática quem se destaca na frenagem é a chinesa, que para em 59,2 metros a 120 km/h. A Spin vem em segundo com 61,7m e a Grand Livina, atrás, mesmo com o assistente de frenagem de urgência da versão automática, com 66,3m. Os números são da Quatro Rodas também.

De acordo com a mesma publicação da Editora Abril, a Grand Livina dá o troco no nível de ruído, registrando uma média de 65,9 decibéis, também a 120 km/h. A J6 vem em segundo com 66,9 dBA e a Spin em terceiro com 67,6 dBA.

Preço e equipamentos de série

A revista Quatro Rodas testou a Spin e a Grand Livina com câmbio automático. Mas a comparação de preço será baseada na versão manual de ambas, para equilibrar com a J6, que só tem esta transmissão. Assim, quem sai mais barato é o modelo da Nissan, que, com promoção até o final do mês por causa da redução do IPI (que não deve ser mantida), está saindo por R$ 51.990. A Chevrolet com pintura metálica adicionada custa R$ 52.140 e a JAC Diamond, com sete lugares, R$ 54.990.


Em quantidade, a maior lista de equipamentos de série é da Spin. A minivan da Chevrolet traz de série, na versão LTZ, ar condicionado manual, direção hidráulica, vidros, travas, retrovisores e porta-malas elétricos, abertura das portas por controle remoto na chave canivete, computador de bordo, som com MP3, Bluetooth e comandos no volante, airbags frontais, freios ABS com EBD, banco do motorista, volante e faróis com regulagem de altura, faróis de neblina, rodas de alumínio de 15 polegadas e sensor de estacionamento. Escolhendo o câmbio automático por mais R$ 3.700, a Spin adiciona o piloto automático.



A J6 levaria vantagem pelo ar condicionado digital e o apoio de cabeça central, mas, desta lista da Spin, a Diamond não tem mp3, computador de bordo, o destravamento elétrico do porta-malas e nem Bluetooth. Bancos em couro, pintura metálica e rodas de liga-leve aro 17 são opcionais.


Na Grand Livina, por sua vez, faltam comando de som no volante, Bluetooth e, o mais grave, sensor de estacionamento e ajuste de altura do banco do motorista. Também não tem a regulagem de altura dos faróis. Além disso, os freios ABS com EBD e assistente de frenagem, faróis de neblina e o controle remoto são exclusivos da versão automática, que custa R$ 57.690. Em compensação a Nissan, inclusive a manual, tem ar condicionado digital, rodas de liga-leve de 15 polegadas e direção elétrica variável de série. Comprando a versão automática leva-se a chave presencial, descansa-braço, banco traseiro bipartido e bancos em couro.

A ordem de avaliação dos equipamentos de série ficou em Spin, J6 e Grand Livina, mas se você prefere um ar condicionado digital em vez de um sensor de estacionamento ou bluetooth com controle no volante, escolha a Nissan.


Para quem prefere as versões de cinco lugares, a J6 comum custa R$ 52.990. A Livina básica está saindo por R$ 42.590 já com ar condicionado, direção elétrica, trio elétrico e airbags duplos. A Spin LT custa R$ 44.590 com pintura lisa e traz de série ar condicionado, direção hidráulica, vidros e travas elétricos, airbags frontais e freios ABS com EBD, alarme com controle remoto na chave canivete, banco do motorista e volante com regulagem de altura. Com rodas de alumínio, som com MP3 e Bluetooth o preço aumenta para R$ 45.990. Com câmbio e piloto automáticos fecha em R$ 49.690. Se quiser pintura metálica adicione 1.150 reais a esses preços. 

Assistência 

A exemplo do que houve com o Sonic, a Chevrolet não divulgou o preço do pacote de peças da Spin para a revista Carro Hoje. Só que no caso da minivan, a expectativa é que custe próximo às das rivais, pois as revisões até 30 mil quilômetros são assim: 1.080 reais para a Spin, R$ 1.257 para a J6 e R$ 1.188 para a Grand Livina. O pacote de peças das duas últimas custa R$ 3.167 e R$ 3.351, respectivamente. E a rede da Chevrolet ainda é a maior, com 600 postos. A Nissan tem 145 e a JAC apenas 50. Em relação a garantia, a importadora chinesa oferece 6 anos. As fabricantes nacionais oferecem 3. Na classificação da assistência: Spin em primeiro e J6 e Grand Livina empatadas em segundo.  

Conclusão 

A Spin chega ao enfraquecido mercado brasileiro de minivans, principalmente de sete lugares, se destacando com seus equipamentos de entretenimento e conveniência mais completos, além de se aproveitar da ampla rede da Chevrolet. Foram as suas únicas vitórias. Ela tem motor fraco, gasta muito combustível e faz muito barulho. Culpa do seu acabamento simples demais para um carro de mais de 50 mil reais, que só não ficou com o último lugar porque a JAC J6 também é frágil no revestimento interno. Por falar no interior do carro, o espaço decepciona para uma minivan derivada do confortável Cobalt. O porta-malas também é mediano, assim como o estilo, o desempenho, a frenagem e o preço. Com tanta mediocridade a Spin somou 23 pontos e ficou um pouco distante das rivais asiáticas, com três e quatro pontos a mais. 

Uma delas é a Nissan Grand Livina, que é feinha (um dos seus pontos fracos), mas tem boas qualidades, como o preço, o desempenho, nível de ruído, acabamento (a principal qualidade) e o espaço interno. Motor, consumo e assistência são medianos. A sua lista de equipamentos é boa, com direção elétrica e ar condicionado digital, mas peca por faltar sensor de estacionamento, bluetooth, controle no volante e até ajuste de altura do banco do motorista. Talvez isso e mais a frenagem longa tenham a deixado em segundo lugar no comparativo com 26 pontos. 

A vencedora, com 27 pontos, é a chinesa JAC J6, que também apresentou defeitos como o espaço interno e o preço alto. O acabamento é frágil e empatou com a Spin. A sua assistência só é a segunda melhor por causa da garantia de 6 anos, pois a JAC tem poucas revendas. A lista de equipamentos tem faltas como a conexão MP3, o Bluetooth e o computador de bordo. Mas a ausência mais sentida é a do câmbio automático, que pode lhe tirar vendas. Desempenho e nível de ruído foram medianos. Curiosamente, foi o maior número de segundos lugares que valeu a vitória para a J6, pois em primeiros empatou com a Grand Livina. A JAC ganhou no motor, consumo, frenagem, porta-malas e estilo. Se sem câmbio automático e com visual já fora de linha na China ela venceu o comparativo, como será que ela se sairá na nova geração, que deve chegar no ano que vem? O mercado de usados agradece. 

Classificação


1º JAC J6 2.0 16V DIAMOND - 27 pontos

Motor: Quatro cilindros, transversal, gasolina, 1.997 cm³, 16 válvulas
Potência: 136 cv
Aceleração de 0 a 100 km/h: 13 segundos (revista Quatro Rodas)
Velocidade máxima: 183 km/h
Consumo: 7,9 km/litro na cidade e 10,7 km/l na estrada (revista Quatro Rodas)
Comprimento/largura/altura/entre-eixos: 4,55 /1,78/1,66 /2,71 m
Porta-malas: 198 (7 lugares) e 720 (5 lugares) litros
Tanque: 68 litros
Preços: R$ 52.900 (5 lugares) e R$ 54.990 (7 lugares - Diamond)


2º NISSAN GRAND LIVINA - 26 pontos

Motor: Quatro cilindros, transversal, flex, 1.798 cm³, 16 válvulas
Potência: 125 cv (gasolina) e 126 cv (álcool)
Aceleração de 0 a 100 km/h: 11,6 segundos (revista Quatro Rodas, com álcool)
Velocidade máxima: 182 km/h
Consumo: 7,3 km/litro na cidade e 9,8 km/l na estrada (revista Quatro Rodas, com álcool)
Comprimento/largura/altura/entre-eixos: 4,42 /1,92/1,62 /2,60 m
Porta-malas: 123 (7 lugares) e 589 (5 lugares) litros
Tanque: 50 litros
Preços: R$ 51.990 (manual) e R$ 57.690 (automática)


3º CHEVROLET SPIN LTZ - 23 pontos

Motor: Quatro cilindros, transversal, flex, 1.796 cm³, 8 válvulas
Potência: 106 cv (gasolina) e 108 cv (álcool)
Aceleração de 0 a 100 km/h: 13,6 segundos (revista Quatro Rodas, com álcool)
Velocidade máxima: 165 km/h
Consumo: 6,5 km/litro na cidade e 8,4 km/l na estrada (revista Quatro Rodas, com álcool)
Comprimento/largura/altura/entre-eixos: 4,36 /1,95/1,66 /2,62 m
Porta-malas: 162 (7 lugares) e 553 (5 lugares) litros
Tanque: 53 litros
Preços (com pintura metálica): R$ 52.140 (manual) e R$ 55.840 (automática)



Minha preferência 

Apesar do acabamento frágil, da falta de câmbio automático, de alguns equipamentos e do preço alto, é a JAC J6, pelo seu estilo mais atraente. A mais racional, claro, é a Nissan Grand Livina.





8 comentários:

Giovanni Pires Leão disse...

Interessante as informações.

Acabei de comprar uma J6, já tive 3 J3 e decidí confiar na cativante Van.

Abraços.

Giovanni Pires Leão disse...

Interessante as informações.

Acabei de comprar uma J6, já tive 3 J3 e decidí confiar na cativante Van.

Abraços.

Anônimo disse...

Bom não concordo com a classificação pois o gran livina apesar de feio é moderno, a spin a muito agrada por ter uma serie de "botões", já a jac j6 não tem automática bancos maus costurados isso falando do abamento interno. Pois a classificação de beleza deveria ser a seguinte spin, grand livina,e depois jac j6. Bom minha opinião, não que alguem prcise concordar. GRato pela classicação

Anônimo disse...

Na minha opinião teria que ser a Grand Livina, Spin e Jac J6:
-Poque a grand livina é silenciosa, tem chave I-key, bancos em couro, cambio automática (apesar de ser 4 marchas eu gosto) e tem marca "Nissan"

ADEMILTON GREGÓRIO disse...

Olá! gostei muito do material apresentado. tirei muitas dúvidas de qual carro optar, o J6, pois realmente faltou o câmbio automático, mas é um carro mais alto também, o spin e o livina com o peso encostam facilmente em obstáculos, e isso faz muita diferença. Fui na Jac motor no dia 20.07.13 e já tinha versão com kit multimídia ( bluethooth, câmera e sensor) além de ser a mais potente, econômica e de maior autonomia de rodagem comparados com as rivais. Satisfeito. Obrigado!

Vander disse...

Se prestarem atenção a Grand Livina foi o verdadeiro campeão do comparativo! Vejam em consumo, o J6 fez o teste na gasolina (só roda neste combustível), já o Gran Livina e Spin fizeram no álcool, mas mesmo assim a diferença J6/Gran Livina foi mínima na autonomia por litro. J6 (GASOLINA): Consumo: 7,9 km/litro na cidade e 10,7 km/l na estrada (revista Quatro Rodas) GRAN LIVINA (ÁLCOOL) Consumo: 7,3 km/litro na cidade e 9,8 km/l na estrada (revista Quatro Rodas, com álcool). Feita a interpretação acima, o Gran Livina ganha 3 pontos em CONSUMO, enquanto o J6
apenas 2, invertendo as posições no final do comparativo!

Reinaldo disse...

Vejos aqui algumas pessoas muito mau informada inclusive o avaliador, para começar o painel do J6 é macio sim é espumado e parte das laterais das portas tem revistimento de couro sintetico. tambem tem freio abs com ebd alêm de ser disco de freio nas 4 rodas. tem abertura automática da porta quando tira a chave da ignição que acho bem seguro. e tem botão de abertura das portas mais a mala alêm da abertura interna do tanque de combustivel. o radio tambem tem mp3 e velocidade final chega a 183kh esqueceu de comentar tambem do air bag, luz de neblina traseiro e um dos melhores farol da serie com ajuste de altura. bancos traseiros reclinavei e do motorista com 5 tipos de ajuste.
Quanto aos leitores, reclamam que o carro não é flex, só quero saber que tem carro flex e usa alcool? ninguem o alcool nao compensam e o carro flex bebe mais, entao e melhor compra um carro a gasolina que bebe menos do que um flex que sera usado gasolina e bebe muito mais, já tive todos eles e unica coisa boa do granlivina e pois venda motor fraco, desconfortavel e painel pobre alem de ser baixo o protetor de carte abte em todos quebra molas. spin sem estabilidade, feio, e acabamento pobre para o valor deveria custar uns 35mil, mais para laguns brasileiros que só conhece as marcas fiat, vw, ford e chevrolet este é o carro, por isso que vendem carroça pois tem um bando que so conhece gol que compra.

DOMINGOS ROCHA - SP disse...

hOJE 28/09/2014 TROQUEI UM c4 PALLAS EXCLUSIVE 2008/2008 GASOLINA, POR UM J6.

ESTOU HÁ DUAS SEMANAS PROCURANDO O MELHOR J6, ANALISANDO PREÇO, COR, ESTADO EM GERAL...E REALMENTE ESSE CARRO PARA AS MINHAS NECESSIDADES É O MELHOR...VAI DESVALORIZAR QUANDO PRECISAR VENDER ?? COM CERTEZA...MAS QUANDO PRECISEI VENDER MEU C3 2008, MEU GOL ENTRE OUTROS CARROS QUE JA TIVE E FORAM MUITOS, TODOS PERDERAM MUITO VALOR....QUANDO VC VAI COMPRAR UM CARRO O APELO DE VENDAS ESTÁ SEMPRE ACIMA DOS OPCIONAIS....QUANDO VC PRECISA VENDER OU TROCAR, SEU CARRO JÁ ESTÁ MUITO RODADO....OU ENTÃO JÁ SAIU DE LINHA...OU A COR NÃO É COMERCIAL, ETC.....PORTANTO, APÓS 32 ANOS DE USO EM CARROS NACIONAIS E IMPORTADOS CONCLUI QUE: O MELHOR CARRO É AQUELE QUE ATENDE SUAS NECESSIDADES E DE SUA FAMÍLIA E PRONTO....O J6 É HOJE NO MERCADO NAS MINIVANS O MELHOR CUSTO BENEFÍCIO...SE EU QUISESSE UM CARRO SUPER ECONÔMICO ESTARIA PROCURANDO UM QQ QUE JA ME PROVARAM QUE FAZ 15 KMS COM 1 LITRO DE GASOLINA....RECOMENDO O JAC J6....E HOJE SOUBE NA CONCESSIONARIA QUE O MOTOR DESSE CARRO É PRODUZIDO PELA MITISUBISHI...

últimos posts

Tópicos

Lançamento Nacional (191) Volkswagen (105) Chevrolet (103) História (97) Ford (90) Fiat (82) Carro do Ano (73) Comparativos (73) Lançamento Internacional (72) Em Breve no Brasil (56) Retrospectiva (51) Renault (46) Honda (45) Toyota (44) Citroën (39) Nissan (39) Especial (38) Hyundai (38) Peugeot (37) Sonhos de Consumo (36) Audi (35) Baba Brasil (29) Kia (27) Mercedes (27) BMW (24) No Mercado (22) História em Miniatura (19) Cruze (18) Gol (18) Lembra de mim? (17) Motor do Ano (17) Mário Coutinho Leão (17) Corolla (16) JAC (16) Opel (16) Pré-estreia (16) Rádio Motor (16) Analisando (15) Fiesta (15) História em Fotos (15) Ka (15) Civic (14) Editorial (14) Golf (14) Focus (13) Salão de Genebra 2014 (12) Volvo (12) Carro do Ano 2013 (11) Carro do Ano 2014 (11) Carro do Ano 2015 (11) Guscar em Genebra (11) Mitsubishi (11) Palio (11) Retrospectiva 2016 (11) Uno (11) Carro do Ano 2010 (10) Carro do Ano 2011 (10) Corvette (10) Fox (10) HB20 (10) Utilitário do Ano (10) up! (10) Avaliação (9) Carro do Ano 2012 (9) Chery (9) Ecosport (9) Fit (9) Jaguar (9) March (9) Suzuki (9) 500 (8) Carro do Ano 2016 (8) Duster (8) Jeep (8) Onix (8) Retrospectiva 2015 (8) Siena (8) i30 (8) 3008 (7) Carro Premium (7) City (7) Dodge (7) Fluence (7) Land Rover (7) Melhores do Ano (7) Mini (7) Polo (7) Porsche (7) Prêmios Suplementares (7) Ranger (7) Salão de Genebra 2012 (7) Versa (7) Voyage (7) 208 (6) 308 (6) Aircross (6) Alfa Romeo (6) C3 (6) C4 (6) CR-V (6) Carro do Ano 2017 (6) Etios (6) Ferrari (6) Fusion (6) McLaren (6) Mustang (6) Passat (6) Punto (6) Renegade (6) S10 (6) Salão de Xangai (6) Sandero (6) Sentra (6) Sportage (6) Strada (6) Toro (6) A3 (5) Accord (5) Cerato (5) Classe E (5) Cobalt (5) Eles são 10! (5) Guscar MOTO (5) Hilux (5) Jetta (5) Lamborghini (5) Lifan (5) Logan (5) Picape do Ano (5) Salão de Pequim 2014 (5) Saveiro (5) Seat (5) Teste de pista (5) Tracker (5) 2008 (4) 408 (4) A4 (4) A5 (4) Agile (4) Amarok (4) Astra (4) Bentley (4) Campeões de Audiência (4) Captiva (4) Classe C (4) Corsa (4) DS4 (4) Edge (4) Escort (4) Especial Crossovers (4) Frontier (4) Fusca (4) HB20S (4) HR-V (4) Hilux SW4 (4) L200 (4) Livina (4) Mini Cooper (4) Mégane (4) Optima (4) Picanto (4) Prisma (4) Q3 (4) Sonic (4) Swift (4) Série 1 (4) Série 3 (4) XE (4) 911 (3) Bravo (3) Camaro (3) Camry (3) Captur (3) Celta (3) DS3 (3) Direto do Arquivo (3) Discovery (3) GLC (3) Giulia (3) Ibiza (3) J3 (3) Kicks (3) Malibu (3) Mobi (3) Monza (3) Outlander (3) P1 (3) Panamera (3) Polara (3) Prius (3) QQ (3) RAV4 (3) Salões (3) Sorento (3) T5 (3) TT (3) Tiggo (3) Utilitário do Ano 2011 (3) Vectra (3) Vitara (3) X60 (3) XC90 (3) 147 (2) 507 (2) 508 (2) A1 (2) A8 (2) AMG GT (2) ASX (2) Adam (2) Aero (2) Altima (2) Ayrton Senna (2) Azera (2) Bentayga (2) Bolt (2) C1 (2) C4 Lounge (2) C4 Picasso (2) CLA (2) Calibra (2) Carro Verde do Ano (2) Challenger (2) Chevette (2) Chrysler (2) Classe A (2) Classe B (2) Classe ML (2) Classe S (2) Classic (2) Creta (2) DS5 (2) Daewoo (2) Datsun (2) Elantra (2) Elba (2) Espero (2) Estão comentando (2) Expert (2) Fim de Temporada (2) Fiorino (2) GLA (2) GLE (2) Genesis (2) Go (2) Golf Variant (2) Importados de Ontem (2) Insignia (2) J2 (2) J5 (2) J6 (2) Journey (2) Jumpy (2) Kadett (2) Kadjar (2) Kombi (2) La Ferrari (2) Lancia (2) Linea (2) Matérias Especiais (2) Mazda (2) Mille (2) Mini Clubman (2) Mondeo (2) Montana (2) Motor do Ano 2011 (2) Motor do Ano 2013 (2) Motor do Ano 2014 (2) Motor do Ano 2015 (2) Motor do Ano 2016 (2) Motor do Ano 2017 (2) Opala (2) Oroch (2) Pajero Dakar (2) Parati (2) Pontiac (2) Pré-estréia (2) Q5 (2) Qoros (2) RS6 (2) Range Rover (2) Rinspeed (2) S-Cross (2) S60 (2) Santana (2) Skoda (2) Smart fortwo (2) Soul (2) Spacefox (2) Symbol (2) Série 2 (2) Série 4 (2) T-Roc (2) T6 (2) Tiguan (2) Tipo (2) Transit (2) Twingo (2) Utilitário do Ano 2010 (2) Utilitário do Ano 2013 (2) Utilitário do Ano 2014 (2) Utilitário do Ano 2015 (2) V40 (2) V90 (2) Vectra GT (2) Veneno (2) Volkswagen Jetta (2) Volt (2) Willys (2) X1 (2) X3 (2) X6 (2) ZX (2) i8 (2) 107 (1) 108 (1) 124 Spider (1) 155 (1) 156 (1) 159 (1) 164 (1) 206 (1) 207 Passion (1) 2CV (1) 300C (1) 301 (1) 4008 (1) 405 (1) 4C (1) 500X (1) 530 (1) 570GT (1) 650S (1) 75 (1) A Concept (1) A6 (1) Alaskan (1) Ami (1) Ampera (1) Anísio Campos (1) Apollo (1) Argo (1) Arona (1) Arteon (1) As Belas do Salão (1) Aston Martin (1) Audi A3 Sedan (1) Aygo (1) B-Max (1) BMW K 1300 R (1) Bertone (1) Brasília (1) Brivido (1) Bugatti (1) C-Elysée (1) C-XR (1) C3 Picasso (1) C4 Cactus (1) C5 (1) Cadenza (1) Cambiano (1) Carens (1) Carro Premium 2010 (1) Carro Premium 2011 (1) Carro Premium 2012 (1) Carro Premium 2013 (1) Carro Premium 2014 (1) Carro Premium 2015 (1) Carro Premium 2016 (1) Carro Premium 2017 (1) Carros Antigos (1) Cee'd (1) Celer (1) Cherokee (1) Citigo (1) Classe X (1) Clio (1) Clubman (1) Colorado (1) Compass (1) Concept Coupé (1) Concept Estate (1) Concept XC Coupé (1) Continental (1) Continental GT (1) Corcel (1) Cordoba (1) Cross Coupé (1) Crossland X (1) D-Max (1) DS 6WR (1) Dacia (1) Dacia Logan (1) Dauphine (1) De olho na Notícia (1) Del Rey (1) Delta (1) Direto da Tela (1) Divulgação (1) Doblò (1) Dock+Go (1) E-Pace (1) E-Type (1) EC7 (1) Emerge-E (1) Enjoy (1) Entre linhas (1) Eos (1) Equinox (1) Equus (1) Espace (1) Evoque (1) Explorer (1) F-Type (1) FF (1) Face (1) Faróis (1) Ferrari 812 Superfast (1) Fiat Coupé (1) Fiat Uno Turbo i.e. (1) Fiat. Ford (1) Firebird (1) Ford GT (1) Ford T (1) Ford. Ka (1) Freemont (1) GS (1) GT4 Stinger. Soul (1) GTC4Lusso (1) Geely (1) Ghibli (1) Giulietta (1) Guscar 10 Anos (1) Hall da Fama Autoesporte (1) Hi-Cross (1) Hoggar (1) Honda CB 600F Hornet (1) Huracan (1) I-Oniq (1) Idea (1) Inca (1) Infiniti (1) Intrado (1) Invitation (1) Isuzu (1) Italdesign (1) KAWASAKI Z300 (1) KTM 390 Duke (1) Karl (1) Kawasaki (1) Kawasaki Ninja 250R (1) Kawasaki Ninja 300 (1) Koleos (1) Kona (1) Kuga (1) LF320 (1) LF620 (1) Leaf (1) Lexus (1) Lincoln (1) Lodgy (1) Lotus (1) MX3 (1) Maserati (1) Maverick (1) Mercedes. A3 (1) Meriva (1) MiTo (1) Mii (1) Miura (1) Model S (1) Mokka (1) Motor do Ano 2010 (1) NMC (1) NS4 (1) NSX (1) New Beetle (1) Nexon (1) Notícias (1) Nuccio (1) Oldsmobile (1) Omega (1) Pacifica (1) Pajero (1) Picape do Ano 2010 (1) Picape do Ano 2011 (1) Picape do Ano 2013 (1) Picape do Ano 2014 (1) Picape do Ano 2015 (1) Picape do Ano 2016 (1) Picape do Ano 2017 (1) Pininfarina (1) Ponto a Ponto (1) Proace (1) Prêmio (1) Pulsar (1) Q2 (1) Qoros 2 (1) Qoros 3 (1) RX (1) RX7 (1) Raridade (1) Romi (1) Romi Isetta (1) S18 (1) S90 (1) SL (1) SLK (1) SP2 (1) SX4 (1) SXC (1) Santa Fe (1) Scirocco (1) Scudo (1) Scénic (1) Smart (1) Smart forfour (1) Sonata (1) Spin (1) Ssangyong (1) Sunny (1) Série 5 (1) Série 6 (1) Série 7 (1) T8 (1) Talisman (1) Tata (1) Tempra (1) Tempra Pick-up (1) Tesla (1) Teste de Consumo (1) Tiida (1) Toledo (1) Toronado (1) Touareg (1) Tourneo (1) Toyota Corolla (1) Trailblazer (1) Trax (1) Tucson (1) Utilitário do Ano 2012 (1) V60 (1) Vale a Pena? (1) Vario (1) Vedette (1) Veloster (1) Veraneio (1) Versailles (1) Vezel (1) Viaggio (1) Vision C (1) Volkswagen GOLF (1) Volkswagen Gol Comfortline 1.0 (1) Vídeos (1) X-ChangE (1) XF (1) XIV-2 (1) Yamaha XT 600Z Ténéré (1) Yamaha YBR 250 Fazer (1) Yaris (1) Z4 (1) Zest (1) Zoe (1) ix35 (1) recall (1)